O empreendedorismo domina o mercado, e cada vez mais, profissionais de infinitas áreas se integram a diversos comércios. Mas e quando mudar de MEI para ME?

Eis a questão!

Veja os pormenores!

Limites e critérios para ser MEI

O MEI tem categoria de microempreendedor, e, portanto, possui enquadramentos limitados, tanto em contextos comerciais, quanto de contratação e etc.

O MEI, atualmente, possui limite máximo de faturamento de 81 mil reais ao ano. Caso você empreendedor, passe disso, poderá migrar para empresa ME.

O MEI também não pode ter sócio ou mais de um funcionário. Por isso, dito como limitações, ou seja, o negócio fica num mesmo patamar, e do ponto de vista da lucratividade, não há crescimento.

Já com uma empresa ME, quer dizer que a empresa tendeu e tenderá a crescer, e por isso, precisa de um novo modelo tributário e de operações fiscais e estratégicas contábeis.

O que se atentar na empresa ME?

O excesso de receitas e excesso de compras, cerca de 20% maior. Já enquadra num novo modelo de negócio e tributário. É por isso que se faz necessário ter uma contabilidade, verificando qual o melhor para seu segmento, pois daí para frente vem novas estratégias e desafios, como:

  • Contratação de funcionários,
  • Segregação de receitas,
  • Como não pagar impostos indevidos,
  • Como aproveitar no comércio o PIS,
  • Cofins monofásico,
  • ICMS ST,
  • Burocracias e deveres na parte de serviços,
  • Fator R,
  • Carga tributária adequada, dentro dos padrões permitidos para diminuir a carga de impostos.
  • Etc.

E se você não fizer o desenquadramento no MEI adequado?

E se você não fizer o desenquadramento no MEI adequado

Se você demorar muito tempo para fazer o desenquadramento, podem ser gerados muitos problemas graves com o Governo.

E nos casos de se fazer um enquadramento retroativo, isso também pode gerar multas altas e outras demais obrigações corporativas pesadas. A consequência disso não será tão positivo, pois entra um processo de desenquadramento por ofício.

Caso seja feito no tempo certo e com a assessoria de uma contabilidade experiente e com atendimento online – tudo isso muda, sendo mais positivo e adequado.

A grande diferença em ter esse tipo de assessoria é que por meio de um suporte especializado, o empreendedor fica mais bem resguardado e protegido. Sendo muito importante para fins fiscais no sistema da Receita Federal e para outras atuações comerciais da empresa – que a impactará diretamente em tudo.

A importância de se ter apoio contábil especializado

Seguindo para empresa ME, o empresário terá o apoio da contabilidade em registrar a empresa com outro tipo jurídico, além de ser registrado adequadamente na Junta Comercial e na Prefeitura Estadual, fazendo todas as integrações e mudanças necessárias.

Daí para frente, será o contador a cuidar de toda parte contábil, fiscal e tributária, dando suporte financeiro e trazendo estratégias para potencialização dos negócios.

Mas e como mudar de MEI para ME, afinal?

Vamos aos passos!

Com a ajuda do contador:

  1. Dar baixa MEI.
  2. Encerrar as atividades como MEI.
  3. Deverá ser solicitado o desenquadramento no portal do Simples.
  4. Deverá comunicar a Junta Comercial do Estado.
  5. Deverá atualizar dados cadastrais nos demais órgãos.
  6. Deverá pagar os tributos, com valores atualizados corretamente.
  7. Entre outros já citados anteriormente.

Mas vale lembrar – NÃO ESQUEÇA – que somente uma contabilidade experiente pode te dar esse suporte adequado, pois quaisquer informações realizadas fora dos conformes, será geradora de multas pesadas e dores de cabeça!

CONTE CONOSCO. TIRE SUAS DÚVIDAS PELO WHATSAPP!

fale com um contador am contabilidade online

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!