É hora de planejar e entender as necessidades para alcançar os objetivos traçados.

Com um cenário ainda tímido, contudo, um pouco mais otimista que em 2017, as franqueadoras apostam e precisamos ressaltar que o caminho para o crescimento vem pelo treinamento de colaboradores e que parar de investir nessa área não é uma opção inteligente.

Mas, você sabe quais os custos para adquirir e treinar um colaborador?

E quais os benefícios que investir no treinamento podem trazer para sua franquia?

Se você quer conhecer essas e outras respostas, fique atento e confira agora!

Crescimento no número de treinamento no Brasil

Segundo a 12ª edição do estudo o Panorama de treinamento no Brasil 2017 e 2018, a maioria das empresas já contam com um orçamento anual para treinamento de colaboradores, sendo eles recém contratados ou não, observe:

  • A média de investimento em treinamento por colaborador em 2017 foi de R$ 788,00 e representou um crescimento de 21% sobre o ano anterior.
  • As empresas nacionais destinaram cerca de 10% de suas folhas de pagamento para investimentos em treinamento e desenvolvimento de seus colaboradores, o que gerou um crescimento de 37% em relação a 2016.
  • Foram utilizadas 21 horas de treinamento para cada colaborador e não houve variação significativa em relação ao ano de 2016.
  • A melhoria no clima organizacional da empresa foi de cerca de 43% após a aplicação dos treinamentos.
  • Se tratando de processos as melhorias chegaram a 71%

Esses números levam a percepção de que mesmo durante um ano de contenção de despesas as empresas não pouparam esforços para treinar e desenvolver seus colaboradores.

E é exatamente nesse ponto que é importante chegar.

O quanto custa e o quanto vale a aquisição e o treinamento de um colaborador?

Abrir uma franquia rentável, requer inúmeros investimentos e muitos esforços por parte do empreendedor, como os números apontam o custo para treinar um colaborador é de R$ 788,00 aproximadamente, sendo que pode variar de acordo com o ramo de atuação.

Quanto aos custos de aquisição, é necessário colocar junto a empresa de contabilidade todos os pormenores que exige cada categoria, levando em conta, horários, cargos e funções, mas de antemão é possível considerar os seguintes custos:

Salário mínimo no Brasil: R$ 954,00, sobre esse valor o franqueado precisa pagar INSS, FGTS, 13º Salário, férias proporcionais, descanso semanal remunerado, entre outras particularidades que devem ser tratadas diretamente com a contabilidade.

Esse apontamento tem o objetivo de demonstrar e esclarecer que sim, um colaborador custa muito além de seu salário, contudo, ele pode valer uma parte considerável do faturamento total de sua franquia.

Investir para lucrar

Para obter retorno de todo esse investimento em contratação é necessário se conscientizar sobre a importância de contratar bem e treinar ainda melhor, e assim conseguir o crescimento esperado.

As franquias estão cada vez mais preocupadas em qualificar suas equipes para enfrentar os desafios do cenário incerto da economia e dessa forma colocar suas empresas em destaque oferecendo o diferencial no atendimento e também na organização interna.

Os líderes são os mais beneficiados na hora de receber o treinamento, cerca de 40% do total de investimento em treinamento e desenvolvimento é voltado a eles e os outros 60% distribuídos entre o restante dos colaboradores.

Por isso, se você quer progredir, driblar a crise e agregar valor ao seu negócio, entenda, treinar, capacitar e desenvolver é preciso!

Dessa forma você conseguirá explorar todo o potencial de seu colaborador e perceber que o investimento é necessário, o retorno é real e muito interessante para os números de sua franquia!

Fale conosco e nós te ajudaremos!

 

como treinar um novo colaborador

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.