Você que é representante, sabe que o impacto dos impostos sobre o seu faturamento pode ser grande, não é mesmo?

E com as mudanças para 2018, é muito importante que você fique de olho nos cálculos para não ter prejuízo com sua representação.

A mais significativa mudança é que o anexo 6, passa a não existir mais, sendo assim, os cálculos devem ser feitos sobre o fator R.

Mas afinal, o que é esse tal de fator R e como calculá-lo?

Acompanhe e aprenda!

O que é o fator R?

De uma maneira bem simples o fator R é quem irá definir em qual anexo você se enquadra na da cobrança dos tributos.

Contudo, a conta realizada para chegar ao valor que irá definir se você se enquadra no anexo III ou V, às vezes pode causar confusão.

Mas não se assuste, o nosso intuito é te ajudar a entender melhor as coisas, veja a fórmula:

R= FS12 ÷ RBT 12R

FS12: estão incluídos os encargos dos 12 meses que antecedem o período de apuração, aqui se encontram valores pagos a título de salários, pró-labores, onde são acrescentados o montante recolhido efetivamente para FGTS E INSS…

RBT 12R: Receita bruta acumulada nos 12 meses anteriores ao período de apuração.

Por exemplo:

R: 930. 730,70 ÷ 3.320.600, 00 = 0,2802 × 100 = 28,02%

A partir daí se chega a um total de 28% para mais ou para menos e é exatamente isso que irá definir a qual anexo sua empresa irá pertencer.

É importante ressaltar que há particularidades para cálculos do fator R mediante o mês de início de atividades e mês subsequente, os quais somente um contador poderá direcionar corretamente e assim calcular, para que de forma equilibrada você atinja o fator R.

Como saber o que é mais vantajoso para a minha empresa?

É muito importante entender que cada caso é único e específico e que de uma maneira superficial ou sem experiência, é muito provável que faça escolhas inadequadas.

Por isso a grande dica é procurar assistência contábil especializada para que juntos, você e nossa empresa, possamos analisar todo o cenário de sua organização e buscarmos assim, a melhor solução adequada para seu empreendimento.

Como a contabilidade pode beneficiar a minha representação?

De acordo com o Sebrae uma empresa sem uma contabilidade fortalecida, terá seu prazo de validade de no máximo 2 anos, ou seja, após isso irá encerrar as suas atividades.

Isso porque, por melhor que seja a sua representação, sua imagem e seu profissionalismo, não há como manter uma empresa saudável se houver um desequilíbrio contábil.

A contabilidade ajudará você a entender o cenário financeiro e administrativo e com isso você poderá:

  • Investir.
  • Tomar decisões.
  • Recuar.
  • Programar o crescimento fortalecido.
  • Se preparar para impactos financeiros.

Tudo isso, de forma assertiva e segura, conseguindo ter uma visão ampliada de onde está e qual melhor caminho a tomar para que sua empresa atinja todas as suas expectativas.

Por isso, antes de qualquer escolha, faça a mais acertada de todas: ESCOLHA UMA CONTABILIDADE ONLINE HUMANIZADA E ESPECIALIZADA EM REPRESENTAÇÃO, que traga uma ampla experiência para agregar valor aos seus negócios.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.